Saber-Literário

Diário Literário Online

Hora de reconciliar

Uma hora a gente tá aqui, depois não tá mais. A gente fica deixando pra pedir desculpas amanhã, pra dizer que ama numa próxima oportunidade, pra visitar a família semana que vem, a gente deixa nossos sonhos num futuro que a gente nem sabe quando vai ser. Essa semana muitas pessoas perderam alguém e sabe-se lá quantas palavras ficaram não ditas, quantos abraços ficaram pra quando eles voltassem a se encontrar… E eles não vão voltar… Abrace, beije, diga a alguém o quanto você a ama, não deixe pra depois, porque esse depois pode nunca mais existir… Pense nisso e faça sua parte agora!!!

Fonte: Gotas DePaz 

Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula

O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório marcado para o dia 13 de setembro. Será a segunda vez que os dois ficam frente a frente, com o petista com réu em um processo da Lava Jato, em Curitiba.

Lula e Moro
“O pleito da Defesa de suspensão dos interrogatórios carece de qualquer base legal, motivo também pelo qual deve ser indeferido”, escreveu Moro, em seu despacho. O petista foi condenado a 9 anos e 6 meses por Moro, no processo do caso tríplex do Guarujá.

Nessa ação penal, Lula é acusado de receber R$ 12 milhões em propinas da Odebrecht, na compra de uma terreno em São Paulo, que serviria para sede do Instituto Lula, e de um apartamento no prédio em que o petista mora, em São Bernardo do Campo.

Os interrogatórios dos réus marcam a fase final de instrução dos processos. Após o termino dos depoimentos dos acusados, o juízo abre prazo para as acusações finais do Ministério Público Federal, as defesas finais dos réus, e aí começa a produzir a sentença.

A defesa de Lula requereu na quinta-feira, 17, a suspensão desse interrogatório e solicitou que o Ministério Público Federal apresentasse todas as correspondências trocadas com o Ministério Público da Suíça sobre o sistema “My Web Day” – exibindo, inclusive, a via eletrônica dos documentos para que sejam submetidos à perícia -, que era do o controle contábil do setor de propinas da Odebrecht.

Moro afirmou que “o pedido não tem cabimento”. “Se o MPF alega que não dispõe da prova pretendida, a afirmação merece fé. Não cabe trazer aos autos as eventuais comunicações entre o MPF e o Ministério Público da Suíça para satisfazer as especulações da Defesa”, decidiu o juiz.

“Indefiro, portanto, o requerido”.

Ao requerer a suspensão dos interrogatórios, a defesa argumentou ainda a necessidade de submeter ao contraditório papéis que foram juntados no dia 3 de agosto pelo Ministério Público, “após a realização de 34 audiências e a oitiva de 97 testemunhas”.

Um a um, Moro indeferiu os pedidos da defesa de Lula. “Pleiteou a Defesa ainda a suspensão dos interrogatórios para que os requerimentos probatórios anteriores possam ser previamente atendidos. Observa-se que parte desses requerimentos já foi atendida, outra foi tida como prejudicada ou indeferida, com o que a suspensão dos interrogatórios já não teria lugar.”

Fonte: Yahoo Notícais


Sonho dourado
Geraldo Carneiro
Sempre cultivei um sonho dourado: quando eu ficasse velho, queria ser guia turístico do Jardim Botânico.

Mas meu sonho, como tantos outros, fracassou. O Jardim Botânico está cheio de plaquinhas em português e inglês, explicando quase tudo. E, como se não bastasse, é dirigido por Sérgio Besserman Vianna, que é muito culto, sabe esclarecer os visitantes sobre os babados da chegada de Dom João VI ao Rio, fugindo das tropas de Napoleão.

Só me restaria explorar alguns detalhes, como o merecido prestígio da Caesalpinia echinata — ou pau-brasil, para os íntimos. Dizem que o pau-brasil tinha uma resina da qual se extraía uma tinta de cor avermelhada, muito em moda na Europa. Por isso portugueses e franceses — que sempre foram fashionistas — vieram saquear nossa Mata Atlântica. Segundo os estudiosos, havia cerca de 70 milhões dessas árvores na costa do Brasil. Hoje é raro encontrar uma única por aí, a não ser na poesia de Oswald de Andrade. Com o perdão do trocadilho, é uma árvore ex-tinta.

Se eu fosse guia, indicaria para refúgio dos namorados o Mirante da Imprensa — até o nome é sugestivo —, espécie de coreto construído diante do Lago Frei Leandro, de onde se pode enxergar as vitórias-régias, o Cristo Redentor e, conforme a voltagem da paixão, uma boa parte do infinito.

De volta às maravilhas do mundo real, o visitante achará a Fonte de Eco e Narciso, cuja história completa não consta da plaquinha. As duas figuras, inspiradas num personagem da mitologia grega que se apaixona por si mesmo — o que é muito comum hoje —, foram esculpidas para o Passeio Público, por Mestre Valentim, no fim do século XVIII. Depois removidas para o Jardim Botânico, mas mantidas uma distante da outra. Só mais tarde foram reunidas, por campanha promovida pelo admirável Antonio Callado, glória da literatura brasileira, que está completando cem anos de nascimento.

O ponto alto de minha visita guiada, no entanto, seria a fachada da Escola Imperial de Belas Artes. Quando eu era menino, pensava que aquilo fosse um palácio fantasma. Depois descobri que aquele misterioso portal fora desenhado pelo arquiteto Grandjean de Montigny. Ele veio ao Brasil com a Missão Francesa, para ensinar nossos artistas a imitar o estilo mais moderninho da época, o neoclassicismo. Com a demolição da escola, sua fachada foi transferida para o JB.

Segundo cronistas, Grandjean de Montigny acabou por radicar-se no Rio e adotar os costumes locais. Botou pra quebrar durante o entrudo de 1850, em que os foliões arremessavam uns nos outros baldes d’água, limões de cheiro, ovos, lama, o diabo. Graças à brincadeira, o francês contraiu uma infecção e faleceu pouco depois, no início de março. Em suma, Grandjean tornou-se tão carioca que morreu de carnaval.

Sonho dourado
Geraldo Carneiro


O Globo


Em 'As Seis Terras Sagradas- A Saga de Hadizat' da autora Vanessa Cruz de Araújo 'Naish é Revelada'
Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Vanessa Cruz de Araújo nasceu no Recife (PE) em 1981. Aos doze anos de idade apreciava criar e contar histórias para as amigas, que as recebiam com grande interesse. Em 2007, seguindo um forte desejo, Vanessa começou a escrever este conto.

Na crescente paixão da autora por criar e escrever, “As Seis Terras Sagradas” foi aos poucos tomando grandes proporções, de modo a ser dividido em três partes.

A segunda parte da saga, “Naish é Revelada”, foi criada em sete meses, a partir de uma forte e contínua inspiração. Já a revisão levou um tempo maior para ser concluída.

Atualmente morando na Suécia, Vanessa inspirou-se nas antigas sagas islandesas, as quais estudou brevemente, para aprimorar seu romance. Formada em Ciências Biológicas pela Universidade de Pernambuco, ela redefiniu, a partir de seu amor por escrever, a sua profissão.

“Na trilogia, existe uma ligação paterna doentia por parte do arqui-inimigo de Hadizat, o Lorde das Sombras, endereçada a ela, pois, tendo-a raptado, a vê crescendo em seu castelo e ambiciona seu poder para a destruição dos povos do Mundo Físico.”



Boa Leitura!

Vanessa araujo apresentacao entrevista Portal

Escritora Vanessa Araújo, é um prazer contarmos com a sua participação mais uma vez na Divulga Escritor. Apresente-nos o segundo livro da trilogia “As Seis Terras Sagradas – A Saga de Hadizat – Naish é Revelada”.

Vanessa Araújo – Em “Naish é Revelada”, o leitor se move de um mundo onde está familiarizado, para outro, passando a conhecer todo o bem e o mal que esse mundo tem para oferecer e, principalmente observando os próximos e definitivos passos da personagem principal, Hadizat, e seus maiores companheiros. Do começo ao fim, revelações surpreendentes, batalhas instigantes e profundas transformações.



Quais são as seis Terras Sagradas? O que cada uma tem de especial que as diferencia?

Vanessa Araújo – Antes de serem tomadas pelas trevas, as Seis Terras Sagradas do Mundo Enérgico eram locais de passagem para espíritos. Em cada uma, um portal outrora levava a um céu específico. O espírito atravessava o portal a caminho do nascimento, no Mundo Físico, e de volta para o céu após a morte. Através das terras, energias positivas guiavam os encarnados, mantendo a harmonia da vida e a evolução. Eram diferenciadas por seu ambiente e de acordo com a energia positiva que, então, regia:

Lark – campo de flores vermelhas – sobrevivência; Zaweh – deserto sob um céu alaranjado, emoções; Earon – vulcão com lava amarela – poder; Hazureh – floresta iluminada por luz verde – amor; Maadik – rio azul-turquesa – força de expressão; Ziel-Dår – mar de cor índigo – consciência.



Quais os principais personagens que compõem o enredo de “As Seis Terras Sagradas – A Saga de Hadizat”?

Vanessa Araújo – Esta saga tem vários personagens cruciais. Uns são apresentados no primeiro livro; outros, apenas no segundo. Alguns desses personagens nos deixam ao longo da história. Essencialmente, os principais personagens da saga são Hadizat (a Chama Sagrada, escolhida para iniciar o fim da Era das trevas); Nero (um mago que, no Castelo das Sombras se torna mentor e maior cúmplice de Hadizat); Döhr-Yager (um belo demônio, filho do Lorde das Sombras, que se apaixona perdidamente por Hadizat); Zavariah (elfa, filha da Guardiã de Naish. Do grupo, é a única ciente de que Hadizat é a Chama Sagrada, e se torna uma irmã para ela); Wolpak (um guerreiro grandalhão, explosivo e crente assíduo na Luz, que, por admiração e amizade se une ao grupo); Aelin (uma jovem harpia que rompe com a severidade de sua tribo para seguir ao lado de Hadizat e companhia); e Ioràn (um eremita amoroso e misterioso, que, unindo-se ao grupo, descobre e realiza um belo propósito entre eles).



De que forma o enredo que compõe a trilogia está interligado?

Vanessa Araújo – O enredo da trilogia está interligado pela personagem principal, a Chama Sagrada (Hadizat). Seu nascimento, crescimento, relacionamento com personagens essenciais e ações iniciais contra o mal se dão no primeiro livro, “Ziel-Dår e o Império das Sombras”. No segundo, “Naish é Revelada”, dentre outras coisas, há um seguimento dessas ações contra o mal, regado de alianças com novos personagens essenciais, união de forças com os povos, crentes e ímpios do Mundo Físico, e a descoberta de sua real identidade, algo até então ignorado por ela. No terceiro, “A Retomada”, o foco é a grande batalha incitada principalmente por ela, para a retomada das Seis Terras Sagradas.



O enredo que compõe a obra é baseado em um jogo – “Baldur's Gate II”. O que o enredo da trilogia tem em comum com o jogo que inspirou a trama?

Vanessa Araújo – Do jogo “Baldur’s Gate II”, me inspirei nos seguintes fatores, entre outros, para criar a trilogia:

A estrutura do mapa (um aglomerado de cidades e áreas além dessas);
Uma das castas de demônios, os Gazirs, é baseada, relativamente, em um tipo de demônio do jogo, os “Mind Flayers”;

O fato de existir uma espécie de ligação entre um vilão e o herói. No jogo, o personagem principal é, em parte, a cria de um demônio. Na trilogia, existe uma ligação paterna doentia por parte do arqui-inimigo de Hadizat, o Lorde das Sombras, endereçada a ela, pois, tendo-a raptado, a vê crescendo em seu castelo e ambiciona seu poder para a destruição dos povos do Mundo Físico. Isso foi o que mais me inspirou, o fato de o herói recusar o mal oferecido pelo inimigo se sobrepor a isso de modo a até usá-lo para fins heroicos.
O que mais a encanta na trilogia “As Seis Terras Sagradas – A Saga de Hadizat”?

Vanessa Araújo – O que mais me encanta nessa trilogia é a força interna dos indivíduos (a voz da alma), desenvolvendo uma total transformação.



Como vem sendo o feedback dos leitores por meio do primeiro livro que compõe a trilogia “Ziel-Dår e o Império das Sombras”?

Vanessa Araújo – Todo feedback que recebi até hoje, do primeiro livro que compõe a saga, foi positivo, o que me alegra imensamente.



Onde podemos comprar seus livros?

Vanessa Araújo – O primeiro livro, em papel, está à venda (sob pedido) nas seguintes livrarias:

Cultura, Saraiva e Imperatriz.

O primeiro e segundo livros, sob o formato eBook, estão à venda no site amazon.com.



Com relação ao terceiro e último livro “A Retomada”, qual a previsão para o seu lançamento?

Vanessa Araújo – No momento, sem previsão. Em breve, estarei ingressando em um curso espetacular, baseado em pessoas, culturas e religiões do mundo, de onde pretendo extrair inspiração para escrever, também, a continuação desta saga.



Quais os seus principais objetivos como escritora?

Vanessa Araújo – Meu objetivo principal é encontrar eco nas mentes e corações dos leitores, uma identificação profunda deles com as histórias que escrevo. De todos os objetivos, esse é o que mais me completa como escritora.



Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Vanessa Araújo. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Vanessa Araújo – É algo a dizer sobre o “silêncio de Deus”. Nos dias de hoje, muitos só enxergam violência, corrupção, dor, sofrimento, enfim, o lado negativo, deixando de ver, em sua fé, em sua crença, a promessa de dias melhores. Deus é silencioso, ninguém enxerga, escuta ou toca, mas muitos sentem. E, sentindo Deus, o homem crê no bem que ainda não vê, ouve ou pega. A verdadeira identidade de Deus é a alegria, um sol iluminando os corações nesses dias de escuridão. Se o foco da humanidade se convertesse para a alegria, tal escuridão dissiparia em um piscar de olhos.



Divulga Escritor, unindo Você ao mundo através da Literatura

Contato: divulga@divulgaescritor.com


Imagem
Google 
Em que lado ela está?
Antonio Nunes de Souza*

Seguindo a sua linha de interesses financeiros, com as facilidades que os governos sempre vem oferecendo a ela, a poderosa e nem tanto escrupulosa TV GLOBO e suas associadas (que seguem a mesma linha), sempre fica, como está agora, pisando em ovos, sem exatamente saber quem vencerá essas asquerosa Operação Lava Jato!

Para quem vem observando mais cuidadosamente e, ao mesmo tempo, analisando e comprovando os resultados, já sabem, ou perceberam que, sua política sempre foi tendenciosa, pendendo para os lados que demonstram que serão os vencedores, pois, assim fazendo, fatalmente cobrará favores e benefícios para fortalecer seus cofres claudicantes, já cheios de débitos e dívidas atrasadas!

Como conseguiu ser a maior “remanejadora” de massas do país, aproveitando da pouca educação do sofrido povão, enchendo suas mentes com programas insólitos e novelas tolas e ridículas, chegando ao ponto absurdo de ditar modas, hábitos, costumes expressões idiomáticas, etc., nem quero falar nos cantores, duplas e músicas (?) com letras das mais pobres possíveis

Se você ainda não percebeu, observe, mesmo ligeiramente, que verá que seus interesses estão de ficar com os golpistas, mesmo todo país sabendo como são traidores da pátria e saqueadores dos cofres públicos. Mas, para eles não existe democracia, constituição e leis. E, quanto ao povo, esse foi criado para ser grosseiramente manobrado. Seu direito e obrigação é votar em quem eles divulgam e indicam como os melhores!

É uma vergonha nacional que, não sabemos, se eles caírem, a que for sua substituta, não agirá da mesma forma!

Sinceramente, sofro muito em ver que, o povo, jamais poderá galgar os poderes, pois eles tratam logo de quebrar as forças e dar golpes vergonhosos, contando com o apoio maciço desse mesmo povo que eles esmagam e faz de capacho!

*Escritor-Membro da Academia Grapiúna de Letras-AGRAL - antoniodaagral26@hotmail.com-antoniomanteiga.blogspot.com


A Dor de Existir 
 Eu não quero escrever poesia
mas... sobre poesia.
Sobre este instante mágico,
Sublime, maior e calmo, de criar.

Eu não quero descrever o tempo
mas... dizer de minha forma de deixá-lo passar
E observar-lhe as nuances.

Eu não quero o fenômeno descrito
mas... o fenômeno revelado e terno
E a exposição explícita do meu sentir.

Eu não quero dizer de meu amor,
de como ele é, como nasceu.
mas... de como ele se vai
de como está e caminha a cada dia.

Eu não quero dizer que ouço estrelas
mas... de como elas se dão para mim
da contemplação de suas rotas certas.

Eu quero ser apenas um repórter dos meus ais!


(O ESTRO QUE ILUMINA O SER)
Paulo Bezerra
 ...............

PAULO BEZERRA – Juiz do Trabalho da 19ª Região – AL
Presidente da JCJ de União dos Palmares – AL
Poemas escritos em União dos Palmares
Dedicatória:
A meu filho Moacir, pedaço maior de minha sensibilidade.

A todos aqueles que têm, como eu, no peito, um pouco de sentir.


Chat mal-assombrado
R. Santana

- Olá, Carol!
-Oi, Paulo! Você é muito jovem... Quantos aninhos?
- Adivinhe!
- Bem, essas espinhas... pele jovem... 18 aninhos! Acertei?
- Errou por 2 meses!
- Não sou pedófila, garoto!
- Sou homem feito, princesa!
- Não duvido, mas sou mais velha...
- Quanto, mais velha?
- Sou mais velha 2 anos!
- Carol, a diferença é nada!
- Já lhe encontrei em vários chats, você não trabalha?
- Eu lhe confesso: sou aficionado por redes sociais e salas de bate-papo. Colo que só chiclete! Não, não trabalho, estudo medicina, acha pouco?
- Ah, será médico?
- Claro, Carol!
- Desculpe-me, quis dizer: a especialidade?
- Em princípio, eu serei clínico, mas farei residência em oncologia!
- Hein!?
- Não entendeu? Residência em oncologia!
- Coincidência...
- Não entendi!...
- Deixe pra lá... bobagem... hum... hum... hum... vou desconectar!... – Carol saiu da sala abruptamente. 
            Paulo não entendeu a maneira repentina que Carol deixou a sala de bate-papo do site de relacionamento: “Flor de Cactos”. Já tinham conversado mais de uma vez, sempre ela fugia sem explicação e inesperadamente. Então, Paulo se voltava para o Facebook, o Linkedin, o Twitter, o MySpace..., postando, curtindo, comentando, numa tentativa de reencontrar Carol, em vão... Porém, um dia, quando ele já havia acessado pela enésima vez o site “Flor de Cactos”, reencontrou-lhe de repente:
- Olá, princesa! Sumiu!?
- Andei vagando pelo espaço sideral!
- E não me convidou...
- É preciso morrer primeiro!
- Que conversa lúgubre, Carol!
- Você tem medo da morte?
- Claro!
- A morte é uma passagem...
- Tão cedo não quero passar para o lado de lá, princesa!
- Nem por mim!?
- Hoje, o seu papo está esquisito!...
- Desculpe-me amigo, é que... – desconectou.
Dois dias depois: Paulo desiludido de lhe procurar, já não lhe movia a esperança de reencontrá-la nem a curiosidade de desvendar o mistério daquela mulher de rosto perfeito e corpo sensual, a reencontra, aliás, ela o reencontra:
- Olá amigo, sentiu minha falta!?
- Você é um mistério, aparece e desaparece sem deixar rastro!!! – um pouco irritado.
- Querido, não se irrite, estou sempre perto...
- Parece um fantasma!!! – ainda irritado.
- Sim. Um fantasma virtual!...
- Gosto de abraçar, beijar, mordiscar...
- Não lhe prometo muito... Quer me ver mesmo assim!?
- Sim! – o ambiente num instante virou pelo avesso:
            O monitor LED começou chuviscar, a mesa tremulava, o WEBCAM foi lançado do outro lado da parede, a estante pulava com os livros, o CPU deu um pipoco, a lâmpada da sala de luz incandescente passou pra lusco-fusco, a poltrona de Paulo começou rodopiar, o ar condicionado disparou no máximo, a pilha de CD e DVD se espalhou pelo chão, as portas da casa abriam e fechavam com força, Paulo se encolheu de frio, quando Carol, com seu corpanzil, de sapato alto, voz gutural, surgiu de supetão no fundo da sala:
- Querido amigo, estou aqui! – Paulo desmaiou...

Autor: Rilvan Batista de Santana

Licença: Creative Commons ( Recanto das Letras)

A tempestade da vida

A tempestade não dura a vida inteira.
A dor não lateja o tempo todo.
O sofrimento não tem permissão para nos afligir sem pausa.
Há sempre o intervalo de refrigério.
Os montes estão ao lado dos vales.
Há conforto na dor.
Há consolo no sofrimento.
Há esperança nas lágrimas.
Há refrigério na aflição.
Depois do choro vem a alegria.
Depois da tempestade vem a bonança.
Depois da cruz vem a coroa!
Não se renda ao desespero. 
Essa tempestade vai passar! 
O sol vai voltar a brilhar e um Tempo Novo de refrigério virá, da parte de Deus, sobre sua vida.



Fonte:


https://www.gotasdepaz.com.br/a-tempestade-da-vida/?utm_source=18%2F08%2F2017&utm_medium=email&utm_campaign=18%2F08%2F2017

Em 1ª reunião com Janot, Dodge acena a procuradores da Lava Jato na PGR
REYNALDO TUROLLO JR.
 BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encontrou-se nesta segunda-feira (14) com sua sucessora, a subprocuradora-geral Raquel Dodge, na primeira reunião realizada entre os dois para discutir a transição na cúpula do Ministério Público Federal.
 
Dodge reiterou, no encontro, o convite para que os procuradores que integram o grupo de trabalho da Lava Jato na PGR (Procuradoria-Geral da República) permaneçam em suas funções, segundo nota divulgada pela assessoria da instituição. A futura procuradora-geral já havia dito, durante sua campanha, que convidaria os investigadores para continuar no gabinete.

O mandato de Janot termina em 17 de setembro. Dodge tomará posse no dia 18. Ela foi nomeada pelo presidente Michel Temer no mês passado.

O grupo de trabalho da Lava Jato na PGR é formado por nove procuradores que ajudam Janot a investigar políticos com foro privilegiado.

Segundo interlocutores de Dodge, dois desses membros, Sérgio Bruno Fernandes e Wilton Queiroz, já trabalharam com ela nas investigações resultantes da Operação Caixa de Pandora, que tiveram como alvo o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda.

Segundo a nota da PGR, Janot considera as reuniões de transição importantes para evitar a descontinuidade das investigações. "As equipes trabalham de forma profissional e visando o interesse público. O Ministério Público sai fortalecido com isso", disse Janot.

Na última terça-feira (8), Dodge gerou polêmica ao se encontrar com o presidente Temer no Palácio do Jaburu. O encontro não constava da agenda do peemedebista e veio a público porque foi registrado por um cinegrafista da TV Globo por volta das 22h.


Neste domingo (13), Dodge divulgou um e-mail, enviado por ela ao gabinete da Presidência um dia antes do encontro, solicitando a reunião. Segundo a futura procuradora-geral, os dois conversaram sobre o horário da cerimônia de sua posse, marcada para o mês vem.


Fontes: Yahoo Notícias / Folhapress

Esperança e ânimo

Muitas vezes nos deparamos com acontecimentos e situações que nos levam à desesperança e ao desânimo. Há momentos em que se tem a impressão de que realmente o mal prevalece, e,  que o bem é pequenino diante dele. Na verdade o mal só parece maior porque nós lhe damos importância maior do que ao bem. Tudo mera ilusão.
Fomos criados por Deus e Ele que é todo amor, bondade e justiça nos criou para o bem. Assim, não devemos dar importância demasiada àquilo que não é bom. Procuremos dar ênfase às coisas boas, ou seja, ao que realmente vale a pena.

Ninguém nasceu para sofrer, mas sim para crescer, evoluir e ser feliz. Se há muitas pedras em nossos caminhos, causando-nos transtornos e dificuldades, não devemos desanimar, mas sim seguir adiante, confiantes e felizes por saber que temos a capacidade de ultrapassar todos os obstáculos. Somos maiores do que todos eles e acima de tudo temos  o nosso Criador, que nos ama e sempre nos dará a força e coragem necessárias para continuarmos nosso aprendizado, pois as dificuldades  nada mais são do que as lições de casa, nesta escola chamada Terra. Se não houvesse as dificuldades, não teríamos como nos desenvolvermos e evoluirmos.

Ajudemos os nossos irmãos de caminhada, muitas vezes em maiores dificuldades do que as nossas. Auxiliemos sem críticas ou cobranças. Façamos o bem somente pelo prazer de fazer o bem, pois quando ajudamos alguém, certamente é a nós mesmos que estaremos auxiliando. Lembremo-nos de que todo bem que fizermos retornará a nós, muitas vezes em maior intensidade, pois não há júbilo maior ao sentirmos que proporcionamos paz e alegria aos nossos irmãos, já que somos filhos do mesmo Pai.


Fonte: Gotas de Paz / Blog Forum Espírita

Pentágono se prepara para a guerra na península coreana

Durante dez dias, 25 mil soldados americanos juntamente com milhares de soldados sul-coreanos farão exercícios militares na Coreia do Sul, que podem deflagar mais uma guerra

Dan Lamothe    The Washington Post 

Na tela da tv na Coreia  do Sul, o ditador norte-coreano Kim Jong-Un | JUNG YEON-JE/AFP

O exército dos Estados Unidos está se preparando para lançar um grande exercício militar com a Coreia do Sul nos próximos dias e enfrenta um perigoso equilíbrio: como assegurar a seus aliados na região de que se está preparado para uma guerra com a Coreia do Norte sem provocar um conflito de fato no processo?

O exercício anual Ulchi-Freedom Guardian está agendado para durar 10 dias, começando em 21 de agosto, e incluirá por volta de 25 mil soldados americanos juntamente com milhares de soldados sul-coreanos. O exercício é focado em defender a Coreia do Sul contra um ataque do norte e a cada ano desencadeia ameaças e repreensões da Coreia do Norte. Mas o exercício ocorrerá em um momento especialmente sensível, seguido de uma série de trocas de ameaças entre o presidente Donald Trump e a Coreia do Norte.

O US Forces Korea, o comando que inspeciona e orienta 28,5 mil militares americanos na península coreana, atualmente não tem planos de mudar o tamanho, formato ou rede de comunicação para o exercício deste ano, disse o Coronel do Exército Chad G. Carroll, um porta-voz militar na Coreia do Sul. A missão é planejada com grande antecedência por ser considerada de natureza defensiva e permite que tanto as forças militares quanto oficiais civis fiquem mais bem preparados e fortalecidos para uma crise, conforme disse Carroll.

“Nós veremos um maior número de tropas na península, mas não mais do que vemos todos os anos”, disse Carroll em um e-mail.

“Nossa rede de transmissão se manterá consistente. . . Estes exercícios são necessários para manter a prontidão diante de atos provocativos ameaçando a Coreia do Sul e os Estados Unidos. Nosso trabalho é fornecer nossa liderança com opções militares viáveis para caso sejamos chamados, e exercícios como este aprimoram nossa capacidade de fazê-lo”.

A Coreia do Norte denunciou o exercício na segunda-feira (14), alertando que mesmo um acidente no meio deste poderia desencadear um conflito nuclear. Mas a simulação de guerra também atraiu neste ano o escrutínio da Rússia e China, que sugeriram cancelar a operação para suavizar as tensões. Os Estados Unidos rejeitaram tal opção dizendo que o exercício é necessário para desencorajar a agressão norte-coreana enquanto Washington busca meios pacíficos de parar o desenvolvimento de armas nucleares de Pyongyang.

“É por isso que temos uma capacidade militar que fortalece nossas atividades diplomáticas”, disse o General da Marinha Joseph F. Dunford Jr, o presidente da Joint Chiefs of Staff (grupo que reúne os comandos das três forças armadas americanas), durante uma apresentação na segunda-feira em Seul. “Estas ameaças são sérias para nós e por isso precisamos estar preparados”.

Na terça-feira (15), a Coreia do Norte parece ter aliviado uma ameaça de lançar mísseis em direção à Guam, ilha americana no Pacífico. Um meio de comunicação estatal publicou que o líder da Coreia do Norte Kim Jong Un disse que ele observaria os Estados Unidos “um pouco mais” ao invés de responder rapidamente, mais que “faria uma importante decisão, como já declarado”, se os “ianques persistirem em suas ações extremamente imprudentes e perigosas na península da Coreia e suas proximidades”.

O relatório veio horas depois do Secretário de Defesa Jim Mattis ter alertado que se a Coreia do Norte atingir a ilha de Guam com um míssil, isso significaria o início de uma guerra.

O Secretário de Estado Rex Tillerson recusou responder diretamente na terça-feira à decisão de Kim Jong Un de voltar atrás em sua ameaça de lançar mísseis em Guam, mas disse que a porta permanece aberta para conversas.

“Nós continuamos interessados em encontrar uma maneira de estabelecer um diálogo, mas é algo que depende dele”, disse Tillerson, no Departamento de Estado.

Tillerson e Mattis receberão juntos seus equivalentes japoneses em Washington na quinta-feira, com a Coreia do Norte no topo da lista de assuntos a serem tratados.

O Coronel do Exército Robert Manning, um porta-voz do Pentágono, disse que ele não discutiria cenários específicos envolvendo no exercício de treinamento. Este permanece focado em assegurar que forças americanas e coreanas possam trabalhar bem juntas, ele disse. Cerca de 2,5 mil tropas americanas extras chegaram na península da Coreia temporariamente no ano passado para o exercício, de acordo com as notícias do Pentágono da época.

Manning disse que os Estados Unidos e a Coreia do Sul têm “feito muito progresso” nos últimos anos para se prepararem contra qualquer ameaça norte-coreana. O Ulchi-Freedom Guardian é uma grande parte disso, com dois exercícios relacionados – Foal Eagle e o Key Resolve – na primavera servindo como outros exercícios combinados importantes, ele disse.

Os exercícios militares envolvendo americanos e sul-coreanos já exacerbaram tensões no passado. Em março, o início do Fort Eagle incitou a Coreia do Norte a fazer testes com quatro mísseis, o que em troca incitou o Pentágono a anunciar que estava convocando um sistema de defesa de mísseis conhecido como Terminal de Defesa Aérea de Alta Altitude (THAAD, na sigla em inglês) na península coreana com a aprovação do governo de Seul.

Em 2015 o Ulchi-Freedom Guardian veio logo após um ataque em 4 de agosto em que dois soldados sul-coreanos pisaram em minas terrestres na região fortemente militarizada de fronteira com a Coreia do Norte, ironicamente conhecida como a Zona Desmilitarizada. A Coreia do Sul jurou revidar e as duas Coreias trocaram fogos de artilharia e foguetes na fronteira durante o exercício Ulchi-Freedom Guardian após a Coreia do Sul começar a transmitir mensagens de propaganda para o norte pela fronteira e a Coreia do Norte responder com o ato de ligar seus próprios alto-falantes.


O exercício em si já mudou várias vezes e remonta a 1968, quando a Coreia do Sul e os Estados Unidos criaram uma simulação de guerra chamada Focus Lens. Isso ocorreu após a Coreia do Norte sequestrar um navio da inteligência da Marinha americana, o USS Pueblo, e lançar um sangrento ataque com suas forças de Operações Especiais na Casa Azul, o centro do governo a Coreia do Sul, com planos de assassinar o presidente sul-coreano Park Chung-hee.

Tradução de Maíra Santos


Fonte:

Lula começa giro pelo país por cidade onde Doria levou ovada

Nos próximos 20 dias, ex-presidente vai percorrer de ônibus 25 cidades do Nordeste. Turnê começa coincidentemente por Salvador, onde o prefeito tucano sofreu manifestação contrária


Lula em visita ao Ceará quando ainda era presidente: Nordeste é o onde Lula é mais popular. | Ricardo Stuckert/PR/Arquivo

Pré-candidato declarado ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) começa nesta quinta-feira (17) a rodar o país para defender o legado petista no governo federal. O giro pelo Brasil se inicia justamente na região em que ele é mais forte: o Nordeste. E, mais especificamente, por Salvador (Bahia) – onde o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), possível adversário de Lula em 2018, discursou recentemente contra o petista. E onde o tucano levou uma ovada.

Lula vai percorrer de ônibus até o dia 5 de setembro 25 cidades dos nove estados nordestinos, em um percurso de 3,7 mil quilômetros. A caravana faz parte da estratégia dele para se contrapor ao que o PT considera ser, por parte dos grandes veículos de comunicação, a “censura ou a manipulação ideológica, num esforço cotidiano de desconstrução” do legado do partido na Presidência da República.

Por que o Nordeste?

O Nordeste é uma região estratégica para as pretensões eleitorais de Lula. Dentre todos os brasileiros, o petista é mais popular entre os nordestinos. E, justamente por isso, essa turnê tem mais potencial de mostrar ao país, em imagens, a popularidade de Lula. Além disso, o petista desde já vai demarcando seu território, buscando impedir o avanço de seus possíveis adversários no front nordestino.

Levantamento eleitoral realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas no fim de julho mostrou que Lula tem 25,8% das intenções de voto em todo o país num cenário em que Doria é o candidato tucano. Já no Nordeste, Lula teria 41,2% se a eleição fosse hoje.

Nos estados do Norte e do Centro-Oeste, Lula teria 24,6%. E o porcentual de eleitores do petista no Sudeste é a metade da do Nordeste: 20,5%. Lula é menos popular no Sul. Só 14,2% dos moradores da região dizem que votariam em Lula.

Desempenho dos adversários

Por outro lado, os dois políticos que hoje seriam os principais adversários de Lula numa disputa pelo Planalto – João Doria e o deputado Jair Bolsonaro (que vai trocar o PSC pelo PEN) – tem seus piores desempenhos no Nordeste.

Doria, no levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, tem 12,3% de intenções de voto em todo o país. No Nordeste, teve apenas 6,4% – o que mostra como ele precisa ficar conhecido na região, o que ajuda a explicar a viagem do prefeito de São Paulo a Salvador. Já Bolsonaro chegou a 18,7% no Brasil inteiro. Mas só ganharia o voto de 14,8% dos nordestinos.

O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.020 eleitores com 16 anos ou mais em 156 municípios de 25 estados entre os dias 24 e 27 de julho. O levantamento tem margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. Nos dados regionais, a margem de erro é de 3,5% no Sudeste; 4,5% no Nordeste; e 6,0% nas regiões Norte/Centro-Oeste e Sul. O grau de confiança de toda a pesquisa é 95% – o que significa que, se o levantamento fosse realizado 100 vezes, em 95 os resultados estariam dentro das margens de erro.


Fonte: Gazeta do Povo


Meu grande Pai - Miriam Warttusch 

Que grande homem tu foste, meu paizinho!
Missão maravilhosa, Deus te reservou
Doação, bondade, justiça e só carinho,
Amor eterno aos semelhantes dedicou

Passou um anjo e te levou consigo
Para morar no céu, junto a Jesus
Pois como Ele, de todos foste amigo
E carregaste, sem queixas, tua cruz!

Que grande honra o Senhor me concedeu:
Ser tua filha dileta e tão querida!
Assim, meu pai por certo não morreu,
Pois continua em mim, pulsando a sua vida!

Sinto bater seu coração no peito,
O mesmo azul do seu, tem meu olhar.
Todo meu ser com tanto amor foi feito
Numa noite azul, brilhante de luar...

Tão afins éramos, amigos, confidentes,
Vivemos sempre, em união e muito amor.
Somos assim, meu pai, teus descendentes,
Frutos de tua ternura e do teu fervor.

Cicatriz eterna, na alma tão ferida
- Ser órfã de amor, ó quanta dor encerra -
Não me permito, entanto, chorar tua partida
“Foi muito linda, tua passagem pela terra” !

Em silêncio, tristonha, caminhando,
O teu cortejo segui, muito calada...
 Mas ao final, um lenço te acenando,
“Até um dia, meu pai”! Falei emocionada!

Em despedida, brilharam todas as estrelas,
E os pássaros canoros, trinaram num gemido...
Todas as flores se abriram! E pudemos vê-las,
De orvalho chorar ao ter se despedido.

E a natureza linda, com seu verde intenso
Que tantas vezes te ouviu orar,
Hoje se verga, com respeito imenso,
Abre as ramagens pra teu séquito passar.

Dobrai os sinos, tristes, tão solenes,
Todos os anjos, “por favor, cantai”!
Cânticos lindos, sublimes e perenes,

Pra receberem, no céu, MEU GRANDE PAI!

Estranha escuridão!
Antonio Nunes de Souza*


 No meio da noite escura
Andei sempre a sua procura
Pensando lhe encontrar.
Você foi sempre obscura
Uma estranha criatura
Difícil de se entregar!

Como uma fera arisca
Que ninguém pega ou trisca
Vivendo na solidão.
Desprezando muitos amores
Mesmo sentindo dores
Na mente e no coração!

Será que isso é certo
Viver como num deserto
Triste e seca sem paixão?
Meu oásis é desprezado
Não me quer como seu amado
Preferindo a solidão!



*Escritor-Membro da Academia Grapiúna de Letras-AGRAL- antoniodaagral26@hotmail.com-antoniomanteiga.blogspot.com

Como foi a Assunção de Nossa Senhora. Uma piedosa reconstituição.

 Como foi a Assunção de Nossa Senhora - Uma piedosa reconstituição.
 
 Plinio Corrêa de Oliveira (*)

 Assunção de Nossa Senhora.
Beato Angelico (1395 – 1455), Google Cultural Institute

A festa da Assunção de Nossa Senhora foi constituída em dogma pelo papa Pio XII em 1 de novembro de 1950. A festa é comemorada no dia 15 de agosto também sob os títulos de Nossa Senhora da Glória ou de Nossa Senhora da Guia.

                      Assunção de Nossa Senhora.
Johannes, Wielki, Master of the Olkusz Poliptych, (1466-1497)

Esse dogma era ardentemente desejado pelas almas católicas do mundo inteiro, porque coloca Nossa Senhora completamente fora de paralelo com qualquer outra mera criatura.

Justifica-se assim o culto de hiperdulia que a Igreja lhe tributa. [“hiperdulia”: culto especial reservado à Virgem Maria, superior à “dulia”que se dedica aos santos e aos anjos].

Nossa Senhora passou por uma morte suavíssima que é qualificada com uma propriedade de linguagem muito bonita, como a “dormição de Nossa Senhora”.

“Dormiçao” indica que Ela teve uma morte tão suave, tão próxima da ressurreição que, apesar de ser uma verdadeira morte, entretanto mais parecia a um simples sono.

Nossa Senhora depois foi chamada à vida por Deus, ressuscitou como Nosso Senhor Jesus Cristo.

Subiu depois aos céus, na presença de todos os apóstolos ali reunidos, e de uma quantidade muito grande de fiéis.

Essa Assunção representa uma verdadeira glorificação aos olhos de toda a humanidade até o fim do mundo. É o proêmio da glorificação que Ela deveria receber no Céu.

É interessante fazermos uma recomposição de lugar para imaginarmos como a Assunção se passou. A respeito do fato não existem descrições e podemos imaginá-lo como nossa piedade gostaria.

Em baixo, os Apóstolos todos ajoelhados, rezando num ambiente com algo de inefavelmente nobre, sublime, recolhido, interior.

Podemos imaginar todos os Apóstolos com expressões de personagens de Fra Angélico. Dormição de Nossa Senhora, Fra Angélico (1395 – 1455)

O céu enchendo-se gradualmente de anjos, à imagem dos anjos de Fra Angélico também, tomando os coloridos os mais diversos, com matizações e irradiações magnificas, um espetáculo absolutamente incomparável.

Se Nossa Senhora pôde dar ao céu um colorido tão diverso e produzir fenômenos tão excepcionais em Fátima, por que o mesmo não se teria dado por ocasião de Sua Assunção ao Céu?

Ela se coloca em pé enquanto o respeito e recolhimento de todos aqueles que estão lá vão crescendo.

A semelhança física dEla com Nosso Senhor Jesus Cristo, seu Filho, vai se acentuando cada vez mais.

A glória de Nosso Senhor transfigurado se vai comunicando a Ela. Ela cada vez mais rainha, cada vez mais majestosa, cada vez mais mãe. Todo seu íntimo se manifestando de modo supremo nessa hora de despedida.

Alguns anjos, talvez, os mais esplêndidos do Céu, se aproximam e fazem Nossa Senhora subir.

Com o auxílio deles, Ela vai subindo e, aos poucos, o céu vai se transformando.

Na terra, aquela maravilha vai mudando, e volta ao aspecto primitivo.

Os homens voltam para casa com a sensação que tiveram na Ascensão de Nosso Senhor.

Ao mesmo tempo estão maravilhados, com uma saudade sem nome, desolados por algum lado, mas levando na retina algo que nunca tinham visto, nem podiam ter imaginado a respeito de Nossa Senhora.

Imediatamente, o triunfo de Nossa Senhora começa no Céu.

A Igreja gloriosa inteira vai recebê-La. Nosso Senhor Jesus Cristo A acolhe, todos os coros de anjos estão ai, São José está perto. Depois é coroada pela Santíssima Trindade.

É impossível pensar nesse triunfo terreno, sem pensar no triunfo celeste que veio logo depois.

É a glorificação de Nossa Senhora aos olhos de toda a Igreja triunfante e aos olhos de toda a Igreja militante.

Com certeza, nesse dia também a Igreja padecente no Purgatório recebeu uma efusão de graças extraordinárias.

Não é temerário pensar que quase todas as almas que estavam purgando suas penas foram libertadas por Nossa Senhora nesse dia. De maneira que também ali houve uma alegria enorme.

Assim é que podemos imaginar como foi a gloriosa Assunção de nossa Rainha.

Algo disso se repetirá quando vier o Reino de Maria prometido em Fátima, quando virmos o mundo todo transformado e a glória de Nossa Senhora brilhar sobre a terra, porque Seu reinado começou de modo efetivo, e dias maravilhosos de graças, como nunca houve antes, começam a se anunciar também.

Antes de contemplarmos a glória de Nossa Senhora no Céu, nós havemos de contempla-la na terra certamente, com algo que poderá nos dar alguma semelhança desse triunfo sem nome que deve ter sido a Assunção de Maria.

Quando pensamos nos triunfos que os homens preparam para seus grandes batalhadores, por exemplo, as tropas francesas desfilando sob o Arco do Triunfo, depois da Guerra de 14-18, ou mais pocamente nos triunfos que os romanos preparavam para seus generais vencedores, devemos compreender que Nosso Senhor Jesus Cristo que é infinitamente mais generoso, deve ter premiado Nossa Senhora, no triunfo dEla aos olhos dos homens de um modo também incomensuravelmente maior.

Portanto, tudo quanto existe de mais glorioso e triunfal na Criação, terá certamente brilhado na hora da Assunção de Nossa Senhora.

Meditando nisso, aproximamo-nos nessa festa pensando na virtude que devemos pedir a Nossa Senhora.

Cada um deve pedir a virtude que mais carece.

Mas, não haveria demasia em pedirmos a Ela uma virtude: que é o senso da glória dEla. Quer dizer, compreender bem tudo quanto representa Sua gloria na ordem da Criação.

Como essa glória é a mais alta expressão criada da glória de Deus.

Nós devemos ser sedentos de defender pela virtude de combatividade levada ao seu último extremo a glória de Nossa Senhora na terra.

Fazer de nós verdadeiros cavaleiros cruzados de Nossa Senhora, lutando por Sua glória na terra.

Essa me parece a virtude mais adequada nessa festa de glória, que é a Assunção de Nossa Senhora.


(Autor: Plinio Corrêa de Oliveira, excertos de palestra pronunciada em 14.8.65, sem revisão do autor).


 Fonte: Agência Boa Imprensa – (ABIM)
Agência Boa Imprensa


Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.