Saber-Literário

Diário Literário Online

(*) A cobra e o teiú - R. Santana

Postado por Rilvan Batista de Santana 01/04/2017


(*) A cobra e o teiú
R. Santana

            Naquela manhã que não vai muito longe, encontrei o velho Tanaguchi na Praça Olinto Leone em Itabuna. Não foi um encontro acidental, sabia, a priori, que o descendente de pais da “Terra do Sol Nascente” estava ali, fazendo o que mais gostava: ler e refletir. Fiz-me surpreso:
- Quê faz aqui homem dos livros!? – o velho olhou-me com cara de poucos amigos, mas relaxou:
- Estou lendo “Histórias da Bahia” de Jolivaldo Freitas. É um livro de crônicas humoradas da cidade soteropolitana – fez uma pausa e continuou:
- Narvil, o poeta teve razão quando afirmou: “... o Céu é do Condor, a Praça é do povo!” A praça é uma coisa mágica Narvil, aqui, sentam-se ricos, pobres, pretos, brancos, amarelos, bons e maus, todos unidos pela magia da praça. Todos são velhos conhecidos e desconhecidos ao mesmo tempo. Cada um tem sua história... Se alguém puxa conversa com seu parceiro de banco da praça, dentro de poucos minutos, suas vidas tornam-se comuns – de repente, perguntou-me:
- E você? – eu não entendi, ele percebeu:
- Tu fazes aqui, o quê?
- Ah! Vou ao Banco do Brasil, pagar minhas faturas!
-Não tenho preocupações com essas coisas, moro com meu filho, dou-lhe o dinheiro da aposentadoria, ele que se vire!
-É por isso, velho nissei, que você ler o tempo todo, não tem preocupação cotidiana! – brinquei.
-Engana-se Narvil, trabalhei na lavoura como um louco no interior de São Paulo, mas nunca me desgrudei de um bom livro, lia-o no horário das sestas, o genial Monteiro Lobato disse que: “Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê”, portanto, meu amigo, o ócio não me fez leitor nem pensador, mas me fez mais leitor e mais pensador – fez uma pausa e falou:
            -Dizes aí lagartense? Tu não estás aqui por acaso! – o velho é perspicaz, fiz-me de desentendido...
            -Filho de oriental, não é o que vos dizeis!
            -Estou brincando, Narvil! – aproveitei seu espírito desarmado e o cutuquei:
            -Tanaguchi, tu estás me devendo a história: ”A cobra e o teiú”, que tu começastes  naquele dia e não terminastes!
            -Diz a sabedoria popular: “Quem conta um conto, aumenta um ponto”. Por isto, escuso-me quando posso, de não recontar história que li em algum lugar...
            -Pelo menos, desta vez, homem dos livros!
            -Não sei se me lembro dos detalhes, mas vamos lá!...

***



A cobra e o teiú

            -Por aqui dona cobra? – saúda-a o teiú.
            -A fome é a mãe de todas as necessidades...
            -Espero que não me dê um bote!
            -Não, não será necessário, não muito longe daqui tem uma lagoa com sapos apetitosos – completou:
            -Além disto, amigo teiú, os nossos embates são violentos!
            -Não seja modesta dona cobra sua picada tem derrubado muitos homens, seu enrosco tem amassado os ossos de muitos animais!
            - Folclore...
            - Folclore?
            - Folclore, meu amigo teiú, o que mata é o susto, não a picada!
            - Eu quero prova, dona cobra!
            - Vou lhe dar...
            - Que é de a prova!?
            - Amigo teiú, só é possível se me ajudar!
            - Como, ó espécime do bem e do mal?
            - É fácil...
            - Fale, senão, irei voltar para minha toca! – a cobra cochichou no ouvido do teiú, ele de pronto concordou e lá se foram para beira da estrada.
            Certo viandante passava despreocupado pelo caminho quando sofreu uma fisgada no calcanhar, olhou de lado, viu um enorme lagarto, o caminheiro fez um rapapé e o lagarto se escondeu dentro do mato. Tempo depois, surgiu na mesma estrada outro viajante que sofreu, também, uma pontada no calcanhar, quando se vira, um enorme jaracuçu, o susto foi enorme e foi-se ao chão!...
            A cobra comentou:
            - Eis aí a prova meu amigo lagarto, você mordeu e apareci, o viajante morreu e o contrário o viandante fez pouco caso.
***
MORAL

            - Faça sua fama e deite-se na cama – arrematou Tanaguchi.


Autor: Rilvan Batista de Santana

Licença: Creative Commons


(*) P. S. :  1º. de Abril, Dia da Mentira!!!

A alegoria de Tanaguchi serve para justificar que as naturezas não são iguais, assim como os talentos. Deus deu talentos (Mateus 25 : 14 – 30 e Lucas 19 : 20 – 27) ao homem, porém, talentos diferentes, alguns sabem multiplicar os seus talentos, outros, não. Nem todo mundo nasceu com o talento poético de Drummond, Fernando Pessoa, Edgard Allan Poe, nem com a prosa de Machado de Assis, Sidney Sheldon, Graciliano Ramos, Jorge Amado, etc.
Na literatura assim como nas finanças, nem todo mundo nasceu com o talento de Bill Gates, Ford, Daniel Keith Ludwig , Amancio Ortega, Warren Buffet, etc.
Em todas as atividades humanas, alguns se sobressaem mais do que outros, pois têm mais aptidões, mais talentos
Porém, há embusteiros, marqueteiros, que fazem propaganda enganosa dos seus produtos. Abraham Lincoln foi profético quando disse: “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo tempo; mas não se pode enganar a todos por todo o tempo.”
Aqui em nossa terra que já foi do cacau, tem gente que ainda não aprendeu que “teiú não é cobra” e, “cobra não é minhoca”. Itabuna, 01 de abril de 2017.

               




1 Responses to (*) A cobra e o teiú - R. Santana

  1. Fantástica, narrativa!

    Fantástico contexto.

    A gente aprende a ter uma visão melhor das coisas que nos acercam." Faça sua fama e deite-se na Cama" tem amplo sentido que, se olharmos minuciosamente , vai além de Deus.

    Fantástico exemplo do professor, escritor e administrador do Saber-Literário, Rilvan Batista de Santana, em relação a esperteza da A cobra e o teiú.

    João de Paula, sempre aprendendo à respeito da pratica do o Bem.

     

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.