Saber-Literário

Diário Literário Online

Atir, a cronista - R. Santana

Postado por Rilvan Batista de Santana 13/04/2016


 Atir, a cronista.
R. Santana

Conhecemo-nos virtualmente e virtualmente nos separamos. Ela chamava-me de “homem pensante”. Bondosamente, distinguiu-me desde o início como um homem intelectual e inteligente, mais cabeça do que emoção. Não me lembro se distinguir-lhe com algum epíteto, mas se não o fiz, o faço agora: “mulher emoção”.
Entretanto, faz-se justiça esclarecer para os leitores de raciocínio rápido, que não tirem conclusões antecipadas. Não pensem que os sentimentos e as emoções fáceis embotam o raciocínio, ambos podem conviver coesos numa mesma pessoa e Atir goza desse privilégio. Ela é sensível, carente, sonhadora, emoção quando a ocasião é cor de rosa. Camaleônica quando lhe é adverso o terreno, deixa de ser emoção e assume a mulher pensante, articulada e inteligente.
O nosso país é um celeiro de mulheres inteligentes em todas as áreas intelectuais, com nomes expressivos nas ciências exatas, nas ciências humanas, na música, na pintura, notadamente, na literatura, como Adelaide Guimarães, Lygia Fagundes Telles, Clarice Lispector, Rachel de Queiroz, Joyce Cavalcante, Cora Coralina, Adélia Prado e tantas outras sumidades das letras que ainda não tiveram o reconhecimento popular e o reconhecimento da Academia Brasileira de Letras, porém, a genialidade, o talento e o dom dessas divas com a articulação da palavra e a construção do pensamento criativo são inegáveis.
A amizade e o carinho que tenho por Atir não me conduzem ao delírio, à megalomania, aos adjetivos extravagantes, às palavras irresponsáveis, às comparações fantasiosas com as nossas principais escritoras, todavia, não é exagero dizer que Atir, a cronista, possui uma facilidade, um jeito novo de escrever e brincar com as palavras, os seus textos são claros, inteligentes e bem humorados.
Quando eu a conheci, ousei-me sugerir-lhe que diminuísse nas suas crônicas o excesso de citações e referências acadêmicas e desse mais curso ao seu pensamento e a sua criatividade. Hoje, os seus textos semanais, publicados no jornal A, são mais personalizados, ela imprimiu o seu estilo inconfundível, eles trazem sua marca.
Amante das letras, apaixonado por todos os gêneros literários, fraco escrevinhador, invejo a facilidade que ela tem de colocar as palavras no papel. Não é uma inveja mesquinha, pecaminosa, egoísta, é mais um mistura de impotência e admiração, se possuísse o seu talento, decerto, não me estrebucharia, agora, para escrever suas potencialidades de escritora, dizer-lhe que desejo muito sucesso, que continue escrevendo e divulgando amizade, paz e amor entre os corações empedernidos, certamente, Jesus tornará o seu fardo terreno mais leve.


Autor: Rilvan Batista de Santana.

Licença: Creative commons

0 comentários

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.