Saber-Literário

Diário Literário Online

Geminiano - R. Santana

Postado por Rilvan Batista de Santana 02/06/2016

Geminiano
R. Santana

Li em algum lugar, quiçá em Harold Robbins: “Quem não tem superstição não tem alma”. Um pensamento feliz do escritor nova-iorquino, pois todo homem é supersticioso, é um sentimento inato, gravado na alma de cada indivíduo. Quem ainda não deu uma olhadinha no seu horóscopo antes de fechar um negócio ou numa desilusão amorosa?...

O brasileiro é uma alma mística, contemplativa, espiritual, mas de atitudes práticas, concretas, machistas. Poucos se permitem confessar os medos, as esperanças, as angústias e as dúvidas que lhes afligem, ao padre, ao pastor, ao psicólogo, ao babalorixá, então, recorrem à leitura dum horóscopo de jornal ou de revista.

Os astrólogos, os feiticeiros contemporâneos, batem o pé que os nascidos entre 20 de maio a 20 de junho, os geminianos, são instáveis na vida e no amor. Embora sejam versáteis, brihantes, de palavra fácil, inteligentes, intuitivos, simpáticos, extrovertidos, de amizade fácil, providos de grande senso de justiça e fiéis aos seus ideais e aos amigos mais do que um cachorro, jogam tudo pro alto sem motivo aparente e tornam-se ranzinzas, polêmicos, infiéis, mal-humorados, às vezes, obtusos, cabeças-duras e fracassados.

Somente quem é geminiano sabe como é difícil ser geminiano. O geminiano, a grosso modo é de paz, mas por ser impulsivo, destemperado, não leva desaforo pra casa, porém, não alimenta ressentimento, maldade, vingança, é capaz de estender a mão ao seu mais figadal inimigo sem resquício de mágoa.

Alguém pode achá-lo cínico, sem-vergonha, desprovido de resíduos morais, de amor-próprio, ledo engano, é de sua natureza pacífica, gosta da amizade, tem ojeriza ao ódio, à vingança, aos golpes baixos, às articulações nocivas, enfim, despreza o mal e às maldades...

Machado de Assis, o maior escritor brasileiro, nasceu um dia após terminar Gêmeos, canceriano da gema, não acreditava que o comportamento e o destino do homem fossem determinados pela ascendência ou descendência dos astros ou das cartas de tarô ou bruxarias. Porém, a maioria dos seus livros traz alguma passagem dos seus personagens consultando cartomantes, pitonisas, ciganas e astrólogos, o mais famoso deles, é o seu conto “A Cartomante”.

Para o meu amigo leitor que corre atrás do pão suado de cada dia, peço-lhe que me permita contar de maneira sucinta esse conto machadiano:

- É um triângulo amoroso entre Vilela, Camilo e Rita. Vilela é o marido de Rita que é amante de Camilo. Rita tem como guru uma cartomante que lhe mostra o caminho do amor e da felicidade...

Camilo faz pouco de sua ingenuidade e desdenha a cartomante e os seus vaticínios. Certo dia, ele recebe um estranho bilhete do seu amigo de infância Vilela, que lhe solicita um encontro com dia, hora e local.

Antes do encontro, movido por sentimento de premonição, Camilo deixa de lado os seus pruridos morais e resolve consultar, para desencargo de consciência, a cartomante que tanto desdenhara e termina acreditando no seu embuste.

Por isso, apressou o tílburi ao encontro de Vilela, mas quando chegou, encontrou sua amante morta e foi morto com um tiro à queima roupa pelo marido traído. – Termina assim o conto de Machado de Assis.

O geminiano é inapto para o comércio e o empreendedorismo, não obstante ser um vulcão de idéias renovadas, não leva a termo um empreendimento por muito tempo, é emocionalmente inconstante, embora não seja um estróina, valoriza mais as coisas do intelecto e da alma do que bens e dinheiro.

Tem a fé de São Francisco de Assis numa semana, na outra semana, ele é agnóstico com a mesma veemência e ardor. Não chega ser ateu, mas é incapaz de sustentar por muito tempo as mesmas convicções religiosas e a mesma denominação.

Embora pareça bronco aos olhos daqueles que julgam pela aparência, o geminiano é versátil intelectualmente, uma cabeça pensante sem ser lógica, tem um desempenho acima da média nas ciências humanas e tropeça na Matemática, na Física, na Química... Consegue dominar bem os seus atos impulsivos, suas atitudes são refletidas e analisadas amiúde, porém, não tem capacidade de síntese, é um prolixo de natureza na fala e na escrita.

O geminiano tem um coração bandido e leviano, gosta de Maria, é apaixonado por Rita e ama Marina ao mesmo tempo. Gosta mais de sexo de que do coração. Sua paixão dura enquanto não é correspondido pela sua amada, parodiando Vinícius Moraes, o seu amor é eterno se não seduz... O geminiano em matéria de bem-querer, ele é comparado ao alpinista que tem um grande desafio na escalação duma montanha, mas quando a escala a graça é outra montanha mais alta.

Porém, se o leitor amigo estiver enfadado dessa prolixidade astrológica e rompesse-lhe a paciência e perguntasse:

-Tu és astrólogo, quiromancista, bruxo, cartomante, babalorixá, pai-de-santo ou píton para conhecer tão bem os mistérios da alma e do coração? – responder-lhe-ia em cima da bucha:

-Meu amigo, eu sou geminiano!..


Autor: Rilvan Batista de Santana
Gênero: crônica







Nota Editorial:

Faz 5 anos que publiquei esta crônica pela primeira vez. Toda vez que aniversario, eu a publico, pois reflete a minha personalidade, o geminiano é irrequieto, tem palavra fácil, mas tem uma personalidade dual.  Tem fidelidade canina, mas joga tudo pro alto quando a coisa cheira falsidade. Não tem compromisso com o erro e não gosta de mau-caráter nem de pessoas egocêntricas, individualistas.
O meu tio Pedro do alto de sua experiência de vida de 90 anos, diz: "Pobre não faz ano, faz era". Cada vez mais me convenço disso, ontem, fiz aniversário, afora os parentes, não recebi um telefonema sequer e os 2000 "amigos" que tenho no Facebook, não me mandaram nem pra ponte que caiu... A vida é uma hipocrisia!...




0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.